segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Como escolher sua câmera

**séculos depois** Esse post é especialmente para a Cintia, que pediu ajuda para escolher uma câmera e eu, muito boca aberta (como diz meu pai), acabei esquecendo de responder pra ela. Achei que seria interessante escrever um mini artigo aqui no blog a respeito, que aí já ajuda todo mundo que precisar - se é que alguém precisa. Vale lembrar que eu não conheço todas as câmeras que eu vou citar e que minhas opiniões são baseadas nas críticas da revista Which e do site dpreview, e links e preços foram garimpados enquanto eu escrevi esse texto - que demorou umas duas semanas pra ficar pronto, e só saiu agora porque me convenci que melhor que isso não fica. hahahaha (E quem quiser pular o lero-lero e ir direto ao que interessa, minhas indicações estão nos últimos parágrafos.)

Canon Powershot A470
As câmeras digitais se dividem essencialmente em dois grupos: compactas e DSLRs. As compactas se caracterizam principalmente pelo tamanho, não só da câmera, como do sensor, e pelo fato do viewfinder ser eletrônico. Aliás, a maior parte das compactas hoje em dia nem viewfinder tem (aquele buraquinho que você põe o olho para visualizar a foto) - você vê tudo na tela de LCD na parte de trás da câmera. O principal atrativo desse tipo de câmera é a simplicidade de operação - não é a toa que elas também são conhecidas como point-and-shoot. Apesar de não serem exatamente conhecidas pela qualidade da imagem, especialmente em baixa luminosidade, existe uma infinidade de câmeras de qualidade excelente - a Which apresenta cerca de 50 modelos como Best Buys (nota acima de 70%), com preços variando de menos de £100 (a Canon Powershot A470) a quase £500 (a Leica V-Lux 20, que segundo a Which, é praticamente a mesma câmera que a Panasonic Lumix TZ10, que custa metade do preço porque não tem o pontinho vermelho...).

Sony DSC-HX1
Dentro da categoria das compactas, existe uma subcategoria interessante, que é a das chamadas Bridge. Essas são câmeras um pouco mais robustas, com ajustes manuais e geralmente um zoom muito poderoso. São ótimas para quem está aprendendo a fotografar e também para quem quer ter maior controle sobre suas fotos, mas não quer sair por aí com uma mochila cheia de objetivas (ou com uma objetiva do tamanho de um canhão). As melhores colocadas no teste da Which são a Canon Powershot SX10 IS (£320, é um modelo um pouco antigo e difícil de encontrar, mas as sucessoras SX20 e SX30 não se saíram tão bem no teste), a Sony Cybershot DSC-HX1 (£292), as Canons Powershot G10 (£425, novamente é um modelo mais antigo) e G11 (£356) e a Panasonic Lumix FZ-28 (£230, também já tem várias sucessoras). Existe um grande preconceito no mundo fotográfico em relação à Sony, mas eu tive uma H1 (tatatatataravó da HX1) por muitos anos e algumas das minhas fotos preferidas foram feitas com ela.

Canon EOS 550D
A próxima categoria é das DSLRs. Se você não sabe do que se trata, aqui tem uma explicação bem detalhada, mas são, a grosso modo, o que chamam popularmente de câmera profissional (não é uma terminologia que me agrada, mas é assim que chamam, né?). São câmeras maiores, mais pesadas (porque, além de toda parafernália eletrônica, dentro delas tem um conjunto de espelhos) e, em geral, mais caras. Digo em geral porque existem câmeras de entrada mais baratas que algumas compactas. A grande vantagem desse tipo de câmera é a qualidade da imagem. O sensor é maior, proporcionando a capacidade de capturar melhor as imagens. A grande desvantagem é que it's all in the glass. O que faz a diferença mesmo numa câmera DSLR não é apenas a câmera que você usa, mas a objetiva que você acopla nela. E boas lentes são exorbitantemente caras. A única objetiva reconhecidamente de boa qualidade ótica e barata é a 50mm 1.8 (a da Canon custa £90, a da Nikon £105 e a da Sony £140 - lembrando que meu sistema é Canon e nunca testei as outras). Mas voltando às câmeras, as melhores colocadas no teste da Which são: Panasonic Lumix DMC-G2, Canon EOS 7D, Panasonic Lumix DMC-G10, Canon EOS 550D e Canon EOS 1000D. Dentre essas, apenas a Canon EOS 550D está entre as melhores classificadas pelo dpreview.

Olympus PEN E-P1
Um outro tipo de câmera interessante que (res)surgiu recentemente são as Micro 4/3 - são câmeras que permitem a troca de objetiva e controles manuais e, ao mesmo tempo, por não terem espelhos, são bem pequenas, além de serem lindas de morrer, hahaha. As pioneiras do gênero são a Olympus, com a reedição da lendária PEN, e a Panasonic. Outras marcas seguiram a deixa e Fuji, Sony lançaram suas similares. Elas tem uma vibe de câmera de antigamente, um charme - e meu atual sonho de consumo!

Eu poderia passar dias e dias e dias (como passei) escrevendo aqui sobre tudo o que eu encontrei sobre os mais diversos tipos de câmera e minhas experiências com elas, mas como esse texto já está gigantesco, vou partir para o que interessa: quais câmeras eu compraria e/ou indicaria e porque - 3 por categoria tá bom? :)

Entre as compactas, apesar de eu não ter uma boa experiência com elas (tenho uma Olympus e odeio, não indico compactas dessa marca), eu compraria a Leica V-Lux 20, só porque é Leica. Isso num mundo hipotético onde dinheiro não é problema e as pessoas podem se dar ao luxo de pagar 500 contos da rainha em uma câmera de bolso. Num mundo mais realista, as indicações seriam a Canon IXUS 300 HS, por conta da boa classificação pelo dpreview, e a Panasonic TZ10, que aparentemente é a Leica V-Lux com selo de outra marca.

Entre as bridge, minha primeira opção é a Canon G11, principalmente pelo tamanho - ela é bem pequena comparada com as outras bridge. As indicações alternativas são a Sony DSC HX1, porque eu gosto da linha H da Sony, e a Panasonic Lumix FZ35, porque tem uma fama muito boa nas comunidades de fotografia que eu frequento.

No caso das DSLRs, prefiro indicar o que eu conheço, então, no caso, seria Canon. Para uso no dia-a-dia, eu recomendo as câmeras de entrada mesmo: EOS 1000D, que é a mais simples da linha EOS (e, consequentemente mais barata, hehehe), caso a opção filmagem não seja importante, e a EOS 500D caso seja. A mais nova da série é a 550D, e o lançamento dela abaixou bem o preço da 500D, que no momento que vos escrevo, está com 40% de desconto na Amazon. A lente do kit é boa para começar (18-55mm f/3.5-5.6), a opção com IS (estabilizador de imagem) é um pouco mais cara, mas vale a pena se der para esticar o orçamento. Caso sobre uns trocados, sempre indico uma 50mm f/1.8.
Fujifilm X100

E caso seu coração bata mais forte pelas Micro 4/3, eu compraria a Sony NEX-5, porque todas as críticas a respeito dela foram excelentes e porque eu quero acabar com o preconceito contra câmeras Sony no mundo, hahaha. Minhas outras escolhas seriam a PEN E-P1 da Olympus, pela qualidade das imagens, e a Fujifilm FinePix X100, que nem foi lançada ainda, mas é tão linda que dá vontade de chorar, hahahaha.

Depois de escrever tanto, tentar explicar as peculiaridades de cada tipo de câmera da forma mais simples possível, acho que escolher uma câmera, dentre as milhares de opções possíveis, é uma tarefa complicada. Eu não conheço nem 1% das câmeras disponíveis hoje em dia, mas espero que as indicações dêem uma luz para vocês. Caso alguém tenha alguma dúvida sobre alguma câmera em específico, sugiro procurar críticas na internet, principalmente em sites especializados como o dpreview, mas também vale aquelas dos clientes que compraram o produto na Amazon, sabe? E a minha última dica é, se estiverem em dúvida sobre a qualidade das imagens, no flickr tem uma página bem útil que permite ver as estatísticas das câmeras no site e fotos que foram feitas com elas. E, é claro, podem perguntar que, se eu souber, eu respondo. :)

E para quem ficou curioso sobre as câmeras que eu uso: Canon EOS 7D com uma Sigma 18-50mm f/2.8, Canon EOS 400D com uma Canon 50mm f/1.8 e Canon EOS 350D com uma Canon 17-85mm f/4.0-5.6.

3 comentários:

  1. geeeente, como voce eh uma fofa! um post especialmente pra mim! adorei! li rapido e vou ler de novo agora que cheguei em casa. vou realmente fazer uma listinha aqui do que eh essencial pra mim, do que eu realmente quero de uma camera... amei! brigadao mesmo!

    ResponderExcluir
  2. seu post esta super completo, mt bom!
    as pessoas tb me perguntam isso mas n tenho tanto conhecimento. Eu geralmente gosto de ver fotos na internet com tal camera e pra mim a melhor imagem foi a da canon, mas ja usei fujifilm e sony e tb adorei, n tenho preconceito contra sony ahahaha.
    E vc tem 3 cameras? eh pq vc ta trabalhando no meio neh? mts fotografos sao assim, eh por causa do resultado q vc busca nas imagens e a diferenca de tecnologia de camera em camera? to com essa duvida.
    bjo

    ResponderExcluir
  3. Glau, eu tenho 3 câmeras porque é assim: o Mike tinha uma (a 350D) e eu tinha uma Sony compacta das grandes. Aí eu troquei minha Sony pela 400D, então ficamos com duas. Aí depois que eu comecei a fotografar profissionalmente, eu comprei a 7D porque o desempenho da 400D em ISO alto é, digamos, sofrível. Também queria uma câmera que fizesse mais fotos em sequência e com imagens maiores. Os 10 megapixels da 400D são ótimos para a maioria de tamanhos convencionais, mas não para ampliações muito grandes. Aí quando eu tô trabalhando, eu carrego 2 ou 3 câmeras (também sempre tem o risco de uma falhar, né, nunca se sabe), mas quando eu saio com a família, eu escolho uma e pronto! :)

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...