quarta-feira, 18 de maio de 2011

Família feliz sim, e daí?

Se você mora no Brasil e tem olhos, já deve ter visto os adesivos "família feliz" por aí. Se você não mora, mas vive na internet, já deve ter lido a respeito. Os adesivos representando pai, mãe, filhos, cachorro, papagaio aparentemente viraram febre nas traseiras dos carros do Brasil. Sinceramente, nada contra. Acho até bonitinho, mas não teria no meu carro.

Aí hoje me deparo no meu mural do Facebook com uma foto entitulada "família infeliz", com uma legenda mais ou menos assim: "pra quem não aguenta mais aqueles adesivos da família feliz". O tal adesivo mostra um suicída, uma noiada fumando crack, um cadeirante, uma menininha grávida e um velho tarado - joga "família infeliz" no Google e veja com os próprios olhos.

Olha só, eu curto um tipo de humor pesado (Frank Boyle define), mas não consegui ver graça no tal adesivo. Porém o que me chocou mesmo foi a legenda da foto - a felicidade estampada no carro alheio incomoda. Como se felicidade fosse igual perfeição. Sim, existem famílias felizes apesar dos problemas e chateações, familiares ou não, que nos afligem no dia-a-dia. Talvez seja porque eu vim de uma família feliz e estou construindo uma família - até agora - feliz, mas não consigo compreender porque a felicidade alheia causa tanto desconforto. Como se demonstrações de felicidade fossem uma afronta à quem sofre da falta dela. O que essas pessoas esperam? O socialismo sentimental? É a mesma coisa que esperar que as pessoas não construam casas porque tem gente que mora embaixo da ponte, ou que mulheres não fiquem grávidas porque existem pessoas que não podem conceber.


E pra completar: hoje é o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Não se a intenção de quem bolou a Família Infeliz foi essa, mas foi muito infeliz a forma como os adesivos estão colados. Repudio quem acha que qualquer menção, ainda que implícita, à violência sexual contra crianças e adolescentes é piada.

**  Se for deixar comentário me xingando, falando que não tenho senso de humor, já adianto: não tenho mesmo, e vou apagar seu comentário. Grata.

Um comentário:

  1. tem tambem aqueles malas que vivem reclamando "que todo mundo aparece feliz em foto de orkut e facebook". oras, mas que que eu devia fazer entao? postar foto minha e do meu marido no meio da DR? do meu pai fazendo fisioterapia? eu repito um comment que vi no orkut: "problema, sofrimento e vergonha ce vive, nao divulga".

    mas voltando ao post, acho os adesivos da familia feliz bregas. tipo "ketilynn karolayyne a bordo". e dizem que os larapios ja estao de olho neles.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...