quarta-feira, 11 de maio de 2011

The Understudy {mais um livro de David Nicholls}

Depois de toda a choradeira e todo o trauma que ler One Day me causou, tentei ler um Bernard Cornwell bem sangrento pra ver se eu melhorava. Acabou que eu não consegui ler o Bernard ainda, tive que dar um tempo pra digerir as emoções do outro livro. Passado esse tempo, como sou masoquista de primeira, encarei mais um livro do David Nicholls, The Understudy.

Pra começar, nem sabia o que essa palavra significava quando peguei o livro na estante da biblioteca. Descobri que é um ator reserva, que substitui o ator principal caso algo aconteça com ele.

O livro conta a história de um ator fracassado, chamado Stephen McQueen, que é o understudy do astro de Hollywood e do West End Josh Harper - o décimo segundo homem mais sexy do mundo. Enquanto tenta conseguir a sua chance de brilhar, ele acaba se apaixonando pela esposa do Josh.

Eu gostei do livro, mas o meu problema foi não gostar muito ou me identificar com nenhuma personagem - ao contrário de One Day, onde me identifiquei tanto com a Emma que o fim da história me causou uma tristeza profunda. O Josh conseguiu a façanha de me fazer odiá-lo em 2 parágrafos. Steve é meio... patético. A Nora (esposa do Josh) é uma chata, a ex esposa do Steve é uma esnobe, a filha do Steve é pedante.

Pra mim, a principal qualidade do livro - ou do David - é ser incrivelmente triste, transvestido em literatura leve. O tempo todo tem uma piada, algumas me fizeram rir alto, mas a essência do livro é melancólica, meio pesada até. Minha única bronca dessa vez é a quantidade de siglas que eu não tinha a menor idéia do que significava. Nessas horas só Google salva.

Amanhã vou começar a ler Slam, do Nick Hornby, e só depois vou voltar a tentar ler o sangrento Cornwell.

Um comentário:

  1. Amei One day. N conhecia o Nichols, soh comprei pq estava prestes a pegar um avião em Frankfurt, e esse era m dos livros em ingles disponiveis na prateleira. Achei bem legal, mas n gostei muito do final. Fiquei relendo pra ver se era aquilo mesmo. E quando fui numa livraria, no dia seguinte, comprar um livro (de novo, sou viciada), ele estava ali, em português. Fiz a minha mãe comprar pra ela...

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...