quinta-feira, 14 de julho de 2011

The last letter from your lover {Jojo Moyes}

Confesso que rolou toda uma superficialidade na hora de escolher esse livro na estante da biblioteca: escolhi porque achei a capa linda, com os envelopes e tudo mais. Mas também confesso que essa é a minha última tentativa de ler livros mulherzinha.

Quando cheguei em casa e abri o livro, so levei dois segundos para me arrepender. Logo na primeira página, excertos de críticas publicadas nos veículos de comunicação de qualidade mais duvidosa do Reino Unido. Mesmo assim, resolvi ler - afinal, o livro já estava aqui mesmo.

O que mais me impressionou foi o relaxo editorial. Cheio de erros ortográficos, frases que não fazem o menor sentido, pontuação incorreta. Sabe quando você começa a escrever uma frase, aí muda de ideia no meio e, ao invés de apagar e escrever de novo, resolve remendar e ninguém entende direito o que você quer dizer? Se fosse meu pai lendo o livro, ia voltar pra biblioteca todo marcado com caneta vermelha. Isso sem falar nas idades que não batem com as datas.

A história em si até que é bacaninha: uma jornalista encontra uma carta de amor de 1960 no arquivo do jornal onde ela trabalha, e resolve descobrir quem são as pessoas, e qual é a história delas. Infelizmente, eu não curti a forma como o enredo se desdobra. Não há oportunidade para se conhecer e se envolver/identificar com os personagens, eles são simplesmente apresentados: fulano é charmoso, viril e descontraído, ou cicrana é o tipo de mulher que todo mundo ama. Não dá para amar alguém simplesmente porque todo mundo ama, né? O livro também é cheio de "reviravoltas", mas apenas uma me surpreendeu de verdade, e mesmo assim descobri muitas páginas antes de acontecer. No mais, o livro é extremamente extenso para o que é. Dava para transformar essas 500 páginas em 300 tranquilo.

Se isso aqui fosse uma review da Amazon, daria duas, talvez três estrelas. Mas sinceramente, tem muito livro cinco entrelas por aí para se perder tempo com esse.

Um comentário:

  1. eu tbém me revolto MUITO c a maioria de livros mulherzinha. tbém já desisti, pelos mesmos motivos q citaste

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...