quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Cosmeticamente desprivilegiada.

E então que, depois de ver uma porção de discussão a respeito de maquiagem, cremes e afins por esse mundo internético afora, resolvi que não poderia ficar de fora. Passei na Boots mais próxima e me joguei nas prateleiras. Mas o que comprar? E por que?

Bom, pra começar, decidi que as minhas maquiagens estão meio velhas e caídas por absoluta falta de uso, então ali foi minha primeira parada. Depois de rodar, rodar, testar, ficar parecendo índio pronto pra guerra, acabei optando por uma marca que eu nunca tinha ouvido falar, a Une. Achei a cobertura bem leve, sem cara de massa corrida e, confesso, fui seduzida pela propaganda linda e pelos ingredientes naturais. 

Da esquerda para a direita: Iluminador Bourjois, Blush e Pó Une; em cima: Base e Batom Une.

Só o iluminador que não tinha uma cor próxima ao meu tom de pele, então escolhi o da Bourjois. Chegando em casa e lendo as embalagens da Une, descobri que ela é uma marca da Bourjois também. Ainda não usei oficialmente, mas assim que usar, se me lembrar, venho contar o que achei.

Minha próxima parada foi um acidente: tava passando e o avistei.

Shampoo-a-seco!

Sempre quis comprar, mas tinha medo de não gostar, aí vi essa embalagem pequena, baratinha (£1) e resolvi experimentar. Testado e aprovado: especial para aquele dia de inverno em que você não tá a fim de encarar o secador.

A terceira parada foi nos cremes anti-rugas. Quando eu tinha 25 anos, minha mãe disse que tava na hora de eu usar Renew. Fiquei ultrajada, mas comprei os cremes. Pois acho que se eu tivesse realmente usado, não estaria cheia de rugas agora (ok, só umas duas de cada lado, mas elas estão lá!). Enquanto me perdia na variedade de tipos de pele, preços e marcas, me lembrei que tinha lido uma entrevista de uma famosa que disse que usava Garnier Ultralift (nota mental: da próxima vez, reparar se a fulana é garota propaganda da marca).


Achei essa linha aí, para os primeiros sinais de envelhecimento (ugh!). Comprei o creme para o dia e a canetinha para a região dos olhos. Diz o creme que dá para ver os resultados em quatro semanas, e a canetinha em duas. Pois se der certo, prometo postar o antes e o depois aqui. Isso, é claro, se eu me lembrar de passar todos os dias, né.

E, por fim, minha mãe, sensibilizada com a minha tentativa de virar mulherzinha, me deu um presentinho. 


Esse eu vou usar, com certeza. <3

5 comentários:

  1. Aaaadoro shampoo-a-seco! Salva a vida as vezes.

    ResponderExcluir
  2. putz eu ja usei esses shampoos a seco mas nao melhoram em nda meu cabelo.. fica pior! seila pq..
    adorei o post, tb n so mt mulherzinha..mas preciso comecar a usar vitamina c hehehe

    ResponderExcluir
  3. Sua mãe é uma fada madrinha :)!

    Vou procurar essas marcas por aqui.

    Bjos

    ResponderExcluir
  4. Eu comprei um desses shampoos a seco e nao achei grandes coisa nao... ele da uma refrescada no picumâ na hora que passa, mas depois o cabelo fica ainda mais pesado e com cara de sujo... bem, foi uma marca baratinha, às vezes por isso!
    E Ana, você fez bem de comprar novas maquiagens, porque, como muita gente nao sabe, maquiagem também tem data de validade, e é um perigo, porque elas dao bactérias que provocam reacoes alérgicas ou até infeccoes, conjutivitis, acne, etc... Tome cuidado, principalmente com as maquiagens para os olhos!!!
    Eu por muito tempo nao soube isso, e tinha lápis de olho de trocentos anos atrás, e os rímeis, entao? Joguei tudo fora e comprei novos... mas estes também já estao precisando ser repostos... ai meu bolso!

    ResponderExcluir
  5. Minha sogra me deu um xampu à seco,vou testar e digo se gostei ou não.

    Bjos!

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...