terça-feira, 24 de abril de 2012

Nasce uma estrela!

Sempre quis saber tocar um instrumento. Sempre. Tive um teclado na adolescência, cheguei a aprender bastante até, mas acabou que não foi pra frente. Assim como nunca foi pra frente minha vontade de tocar violão. Meu primo me disse, depois de tentar me ensinar uns acordes, que minhas mãos eram muito pequenas e que eu nunca conseguiria tocar.

Até que, um dia, passeando na biblioteca, vejo uma mesa com uma plaquinha: Find a new hobby. Livro de jardinagem (peguei um, haha), livro de dança do ventre (oi?), livro de fotografia, livro de violão. Eu olhei pra ele, ele olhou pra mim. Fui embora e larguei ele lá.

A noite, assistindo The Voice (oh yeah), eu solto a bomba:
Eu: Mike, quero aprender a tocar violão.
Mike: o.O

E assim começou minha saga. Olhamos na Amazon. Violões bonitinhos, baratos e nada que me chama a atenção. Até que eu vejo ele. O violão que iria povoar os meus sonhos. Ok, meio dramático pra um violão barato, mas eu curti mesmo. O maridão achou meio caro, considerando meu histórico instrumental. Eu disse que eu pagava, haha.

Então, tentando achar o melhor lugar para testar o violão dos sonhos, achei a loja do Sr. Myiagi Peter Cook's Guitar World. E foi a melhor coisa que poderia ter acontecido. Richard, o dono da loja, foi ótimo do início ao fim. Mandei um email perguntado do estoque do violão que eu queria, quando entrei na loja, ele já sabia meu nome, os violões que eu queria ver, que eu não sabia tocar NADA e até que eu era fotógrafa. Ele pegou os violões que eu queria, afinou, tocou pra mim, me deu conselhos e, no fim, acabei comprando o violão que eu queria desde o começo.

Com vocês, Starling:






O outro violão era bem mais bonito, mas acabei gostando mais do som desse. Vai entender! :)

Sobre o nome, eu estava em dúvida se dava um ou não. Não sabia se se dá nome, como às guitarras. Mas aí dei um Google e li um rapaz contando que, quando ele começou a aprender a tocar violino, a primeira coisa que o professor falou foi para dar um nome ao instrumento, pois ajuda a construir um relacionamento. Achei interessante e resolvi tentar. Pensei, pensei, cogitei colocar os nomes de meninas que eu queria por em minhas filhas caso as tivesse, mas desisti porque vai que eu tenho, né, e gastei o nome no violão. Foi então que eu esbarrei em Starling. Porque Clarice é um desses nomes. Porque eu amo a música do Elbow. E porque o nome parece de alguém que veio das estrelas - se earthling é terráqueo, o que seria starling*?

Já aprendi a tocar uma música quase inteira, talvez até o fim da semana eu consiga. Se alguém tiver alguma sugestão de músicas extremamente fáceis, tô aceitando!

*Starling na verdade é um pássaro. "Then I'm spinning and I'm diving like a cloud of starlings". O nome em português é estorninho. Não é tão poético.

2 comentários:

  1. Olha q legal Ana!! Tá bem hein, Fender!! Eu tenho 2 violões, toco desde os 15 anos, antes eu tocava mais, mas agora deixei o violão um pouco de lado, a minha irmã toca bem melhor do que eu, ela sim é fera!! Vc acredita que eu fazia coleção de revistinhas de cifras, sei tocar todos os clássicos do rock nacional, mpb e grunge que na época era o que mais tinha nas revistinhas, até hoje as guardamos, bons tempos aqueles, nem existia computador, então era um bom tempo gasto tocando violão e cantando com os amigos!! Nunca coloquei nome no meu violão, coitado tá sem nome até hoje, hehe!! Boa sorte, às vezes dá vontade de quebrar o violão, mas com o tempo você acostuma :)

    ResponderExcluir
  2. Que lindao, sabe eu comecei a tocar violao ha um tmepo atras, mas acabou com os meus dedos, gostei nao rs. Nao sou muito musical! Fazer o que ne? Mas dou o maior apoio a quem gosta e quer aprender! Bjos mil

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...